21 August, 2011

« vértices de um amor » parte 6


Rodrigo aproximou-se dos lábios de Maria e beijou-a. Os seus lábios uniram-se de um modo perfeito. Maria interrompeu o beijo.
Maria: Rodrigo, pára! Tens namorada sabias?
Rodrigo: esquece a Alice, estás aqui tu e não ela.
Maria: Isso não funciona assim Rodrigo. Desculpa mas não posso fazer isto. (afastou-se)
Rodrigo: Maria! Espera!
***
 Nas semanas que se sucederam, não se falaram. Maria não atendia os telefonemas do Rodrigo e não respondia às mensagens. Queria evitá-lo a todo o custo. O facto da namorada estudar na mesma escola que ela não ajudava nada. Viam-se praticamente todos os dias e o sentimento que Maria tinha por Rodrigo parece que aumentava cada vez mais. Alice foi ter com o namorado mas este não tirava os olhos de Maria.
Alice: Quem é aquela rapariga? Porque é que todos os dias olhas para ela?
Rodrigo: Já venho, desculpa.
                Ao dizer isto, afastou-se e foi em direcção a Maria.
Maria: Rodrigo, o que estás aqui a fazer? Eu não quero confusões.
Rodrigo: Maria, esquece que a Alice está ali e ouve o que tenho para te dizer. Desde que nos afastámos que só penso em ti. Acredites ou não, estas férias contigo foram as melhores que tive até agora. Já não faz sentido continuar com a Alice, ela não é a mulher da minha vida, não é a pessoa que eu amo. Essa pessoa és tu. É a ti que eu quero.
                Rodrigo não hesitou, esqueceu-se de tudo e beijou-a. Não quis saber da Alice que estava a olhar para eles.
Maria: Rodrigo, pára. Tu não queres isto.
Rodrigo: Quero isto sim, quero-te a ti como nunca quis ninguém. Quero pertencer a ti e não à Alice.
Maria: Não me quero meter entre ti e a Alice.
Rodrigo: espera um pouco…
                Rodrigo foi ter com a Alice e explicou-lhe tudo o que se passou, do princípio ao fim e acabou com ela. Logo depois voltou para a Maria e deixou a Alice a chorar.
Maria: O que foste fazer? O que lhe disseste?
Rodrigo: Disse-lhe que te amo e acabei com ela.
Maria: Mas…
                Rodrigo interrompeu-a e beijou-a com todo o amor que tinha, com paixão. Maria foi consumida pelo desejo e correspondeu. Naquele momento, parecia que não existia ninguém, à sua volta, era apenas ele e ela, numa perfeita harmonia. Tudo se estava a resolver nas suas vidas.

3 comments:

Catarina said...

ADORO ADORO TANTO <3
tão romântico $:

joanarocha said...

está mesmo lindo *,*

-sofia said...

AMEI *-*
Quero mais ;$